Marketing para e-commerce: veja 8 dicas incríveis

0
dicas de marketing para e-commerce

Onde você está em sua jornada no comércio eletrônico? 

Talvez você tenha acabo de lançar sua plataforma e esteja buscando dicas para iniciar com o pé direito. 

Alternativamente, você também já pode estar com um negócio estabelecido na web, mas que precisa melhorar o número de vendas. 

Seja qual for a situação em que você se encontra, estas 8 dicas incríveis de marketing para e-commerce irão te ajudar! Confira abaixo e boa leitura! 

1) Crie um plano de marketing

Talvez esta seja a dica mais óbvia e subutilizada por empreendedores de lojas virtuais. 

Entretanto, um plano bem estruturado, com metas, objetivos, mídias e orçamento faz toda a diferença nos resultados de marketing para e-commerce. 

Só com plano de marketing você terá controle analítico sobre as metas do seu negócio e quais ações estão te aproximando dos resultados esperados. 

Além disso, tenha em mente que esse é um documento dinâmico. Assim, se o plano era investir tanto em redes sociais, mas as campanhas de buscas estão trazendo mais vendas, vale uma reflexão e possível mudança. 

2) Invista em marketing de conteúdo 

Antes de falar sobre anúncios — o que inevitavelmente vai ser parte das nossas dicas —, vamos abordar uma outra estratégia igualmente importante. 

O marketing de conteúdo — também chamado de Inbound Marketing — consiste na produção de conteúdos relevantes para o seu público a fim de gerar engajamento e vendas

Na prática, esse trabalho envolve a criação de blog posts, vídeos, infográficos e disparo de e-mails para transformar potenciais consumidores em clientes da marca. 

Esse investimento também se justifica pelo aumento do tráfego no site e seus benefícios para as estratégias de Search Engine Optimization (SEO), que é nosso próximo tópico. 

3) Trabalhe as técnicas de SEO

O advento dos mecanismos de busca, embalado pelo Google, trouxe uma grande oportunidade de marketing para e-commerce. 

Entretanto, muito mudou desde os primórdios do SEO, onde bastava encher uma página com certa palavra-chave para ganhar as primeiras posições nas buscas. 

A evolução da internet, o ganho em investimentos e o crescente número de usuários forçou os buscadores a criarem filtros mais complexos para definir o que aparece em primeiro, segundo ou último lugar. 

Atualmente, mais de 200 fatores são considerados no algoritmo do Google, sendo alguns dos principais: 

  • número de backlinks apontados para o domínio; 
  • responsividade (funciona em todos os dispositivos); 
  • velocidade do site; 
  • incidência da palavra-chave (recomendação é de 1% a 3%); 
  • qualidade de conteúdo (extensão, detalhamento, escrita, estruturação, etc.).

4 ) Esteja presente nas redes sociais

As plataformas de redes sociais se transformaram em ferramentas de marketing para e-commerce complexas e cheias de oportunidades. 

Portanto, estar nessas redes atualmente deve ser tratado como um investimento em mídia. 

Afinal, o alcance orgânico das postagens é quase zero e para obter um impacto relevante é preciso fazer uso de campanhas e patrocínio de posts. 

Além disso, atualmente, já se pode vender diretamente nas redes sociais, realizando transações comerciais nas próprias plataformas. 

No entanto, não se pode esquecer que as redes são locais onde as pessoas vão para descontrair e consumir conteúdo relevante — e sua marca deve proporcionar isso também. 

5) Invista em influenciadores digitais 

Em qual opinião você confia mais na hora de escolher um produto: na do seu amigo que já comprovou a qualidade do item ou em uma propaganda no YouTube?

Essa é a premissa em se trabalhar com influenciadores digitais. Essas pessoas têm um público cativo na web que confia em suas opiniões em determinados assuntos. 

Assim, a dica principal aqui é investir um tempo na busca pelos influenciadores adequados para a sua marca, produto ou serviço. 

Além disso, deve-se pensar na estratégia desse patrocínio, buscando naturalidade para que a ação seja bem recebida pelo público. 

6) Anunciar no Google Shopping

O Google Shopping é um recurso do Google Ads que permite a lojistas de e-commerce exibirem produtos relevantes a buscas feitas na web. 

Ao pesquisar o termo “comprar PlayStation 4” no Google, por exemplo, você pode notar que algumas opções de produto irão aparecer no topo. 

Esses resultados são campanhas realizadas no Google Shopping. 

Cada produto traz seu nome, foto, preço e nome da loja. E além das primeiras opções apresentadas, é possível acessar a aba Shopping e utilizar filtros de preço, marca e detalhes técnicos do produto. 

Assim, dependendo do segmento em que seu e-commerce atua, investir em campanhas de busca no Google Shopping pode ser uma grande oportunidade. 

7) Trabalhe com e-mail marketing

marketing para e-commerce

E-mail marketing é uma ferramenta de grande potencial para o comércio eletrônico. 

Todavia, deve-se planejar seu uso com objetivos diferentes, de forma bem segmentada e objetiva. 

Confira algumas funções e situações em que o e-mail marketing funciona muito bem: 

Abandono de carrinhos

Reativar e atrair usuários que abandonaram o carrinho na loja virtual é um desafio que pode ser superado com o e-mail marketing para e-commerce. 

Assim, vale o disparo de uma mensagem avisando-os que seu produto ainda o espera para a finalização da compra.

Promoções e ofertas 

Assim como comércio tradicional, o e-commerce precisa de promoções e ofertas especiais para gerar mais vendas e negócios.

Nesse ponto o e-mail também funciona muito bem para conseguir novos clientes e incentivar antigos compradores a consumir mais. 

Marketing de conteúdo

O e-mail também tem papel essencial na hora de criar interação com o cliente através da nutrição de leads com conteúdo relevante. 

Portanto, esse é mais um motivo para usar essa ferramenta. 

8) Faça uso do remarketing

O remarketing é um recurso formidável para impactar e incentivar usuários que já visitaram o seu site a retornarem e finalizarem a compra. 

Isso é feito por meio de anúncios que “seguem” o usuário pela web depois que eles saem do seu site. 

Esse tipo de campanha pode ser feito também nas redes sociais e tem grande poder de atratividade, pois atinge pessoas que já demonstraram algum interesse pela sua empresa. 

Além das dicas apresentadas neste texto, devemos enfatizar a importância em buscar conhecimento e realizar melhorias no seu negócio. 

Pensando nisso, lançamos o Sucesso no Ecommerce, uma comunidade online onde grandes players do mercado nacional compartilham suas experiências, dão dicas e insights exclusivos. 

Quer saber mais sobre isso? Vem para nossa comunidade Sucesso no E-commerce, é Grátis!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here